ARAXÁ SERÁ SEDIA O MUNDIAL DE QUEIJOS DO BRASIL DE 8 A 11 AGOSTO

39

Em junho ocorreu a quarta edição do Mondial du Fromage, em Tours, na França, um concurso que premiou os melhores queijos do mundo. Competindo com 950 queijos de 40 países, o Brasil conquistou 58 medalhas entre super ouro, ouro, prata e bronze. Queijos de diversas partes do país se juntaram para essa grande aventura.

Só a região da Serra da Canastra em Minas Gerais conquistou 24 medalhas. Foram premiados também a região do Serro –MG, Araxá, São Paulo, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pará e Goiás. É notório que nosso queijo artesanal está tomando conta das prateleiras e paladares, gosto suave, forte, com casca ou sem, mofado ou não. Chegou a vez do Brasil sediar o seu primeiro Mundial do Queijo, nos dias 9, 10 e 11 de Agosto na cidade de Araxá, MG.

O evento ocorrerá no Tauá Grande Hotel, o maior castelo da América Latina, rodeado por belas paisagens. O evento é realizado pela Associação SerTãoBras, dirigida pela Mestre Queijeira Débora Pereira, que é jornalista da revista Profession Fromager na França. Débora escreve o blog Só Queijo no caderno Paladar do jornal Estado de São Paulo desde 2017. Na lista de programação do evento estão jantares de gala, palestras, show, degustação, salão do queijo e dois capítulos especiais de cerimônia da Guilde Internationale des Fromagers.

São 11 municípios que compõe esta região queijeira: Araxá, Campos Altos, Conquista, Ibiá, Pedrinópolis, Perdizes, Pratinha, Sacramento, Santa Juliana, Tapira e Uberaba. Nessa região, são produzidos cerca de 1 milhão de litros de leite por dia, e 40% dessa produção vai para a produção do queijo. O evento contará com convidados seletos, entre eles, Christelle Lorho, dona de uma elegante boutique de queijos em Estrasburgo e renomada mestra queijeira. Associação SerTãoBras – www.sertaobras.org.br Claude Maret, presidente da federação de queijeiros da França e Roland Barthelemey, embaixador do patrimônio queijeiro francês e presidente da Guilde Internationale des Fromagers.

O Mundial do Queijo do Brasil tem por objetivo colocar queijos nacionais e internacionais lado a lado para premiar os melhores de acordo com um regulamento que contempla todas as famílias tecnológicas de fabricação: massa mole de casca florida, massa mole de casca lavada, massa prensada crua, massa prensada cozida, queijos azuis, massas filadas, dentre outras. Para avaliar os queijos, um corpo de jurados de origem eclética, nacional e internacional: produtores artesanais e industriais, curadores, comerciantes, pesquisadores, chefs de cozinha e jornalistas de gastronomia. Será uma grande oportunidade para o Brasil mostrar sua cultura queijeira e ser reconhecido queijos de qualidade. Que isso abra as fronteiras para esse produto, símbolo da nossa identidade cultural, girar o mundo encantando paladares. Estamos às ordens para mais informações. Atenciosamente, Denise Barros 34 99830 1828