Campanha de doação de sangue conta com a parceria da Prefeitura no “D” Doar.

9

Campanha de doação de sangue conta com a parceria da Prefeitura

Associação de doadores e hospitais promovem coleta de sangue para o Hemocentro de Uberaba.

A população de Araxá é convidada a participar de uma manhã solidária nesta sexta-feira, 7.  Será o dia de doar sangue para o Hemocentro de Uberaba. A Administração Municipal, através da Secretaria de Saúde, é parceira da campanha promovida pela Associação dos Doadores de Sangue de Araxá (Sangue Bom), Santa Casa, Casa do Caminho, Hospital da Unimed, Hospital Dom Bosco e Centro Universitário do Planalto de Araxá (Uniaraxá).

A presidente da Associação, Haissa Pamela, explica que a campanha é promovida há dez anos através de parcerias. Nesta edição, a Prefeitura oferecerá divulgação e o transporte do sangue coletado até Uberaba, os hospitais vão colaborar com lanches, equipamentos e funcionários. O Hemominas vai enviar 15 pessoas, entre médicos e funcionários. Haissa ressalta que Araxá usa cerca de 200 bolsas do Hemocentro por mês e não doa nem a metade. A previsão é receber 100 pessoas e cada bolsa coletada pode ajudar até quatro pessoas. Entre os participantes, duas pessoas que vão fazer cirurgia fora de Araxá. Os hospitais exigem que os pacientes levem doadores de sangue para realizar o procedimento. “A adesão da população é muito positiva, é uma oportunidade que a pessoa tem para doar sangue em Araxá, já que a cidade não tem Hemocentro. Esperamos que as pessoas compareçam”.

A secretária de Saúde, Diane Dutra, ressalta que nessa época do ano as pessoas vão para as festas, viajam de férias, as doações são reduzidas e os Hemocentros ficam bem vazios. “A participação da população é importantíssima. Precisamos conscientizar as pessoas, somos usuários diretos de sangue. A Unidade de Pronto Atendimento (UPA), os hospitais, os atendimentos de saúde dependem dessas doações.

 

Requisitos básicos para ser doador:

– Estar com boa saúde,

– Dormir bem na noite anterior à doação;

– Ter idade entre 18 e 64 anos;

– Pesar acima de 50 Kg;

– Não ter tido hepatite após os 10 anos de idade;

– Não estar gripado, resfriado, com febre ou diarreia;

– Não ter ingerido bebida alcoólica nas últimas 12 horas;

– Não ser usuário de drogas;

– Não apresentar ferimento ainda não cicatrizado;

– Não ter comportamento de risco para doenças sexualmente transmissíveis;

– Não estar grávida ou em período de amamentação. (Após o parto normal, é necessário aguardar três meses e, após cesárea, seis meses para doação de sangue).

– Não ter sido submetido a exame de endoscopia ou broncoscopia nos últimos 12 meses;

– Não ter feito tatuagem, sobrancelha (definitiva, micropigmentação), nos últimos 12 meses.

– Não ter sido vacinado contra gripe a menos de 30 dias.

– Não doe sangue em jejum, alimente-se antes da doação.

Outras condições, que também poderão impedir a doação, serão avaliadas na triagem antes da doação. Haverá uma entrevista com um médico, que fará algumas perguntas de caráter pessoal e íntimo. As informações prestadas serão mantidas em rigoroso sigilo. A entrevista inicial é importante, pois existem condições, como sorologia positiva para HIV, que podem ser transmitidas pelo sangue e que, às vezes, não podem ser identificada dentro do período chamado “janela imunológica”, que pode ocorrer após os primeiros meses da infecção com o vírus.

É necessário apresentar, no ato da doação, documento original com foto: Carteira de Identidade, de Trabalho, Profissional, Conselho de Classe ou Certificado de Reservista.