Fiscais da Vigilância Sanitária de oito cidades participam de oficinas em Araxá

5

Durante dois dias, eles desenvolveram atividades para atualização de conhecimentos e padronização de relatórios.

Os profissionais que trabalham com fiscalização no setor de Vigilância Sanitária na Microrregião do Planalto de Araxá se reuniram na cidade nesta quinta, 16, e sexta-feira, 17. Nos encontros as equipes participaram de oficinas onde foram discutidos os alinhamentos na elaboração dos documentos oficiais da vigilância sanitária, dos relatórios de inspeção e das abordagens para que os serviços sejam aprimorados e formalizados.

A coordenadora da Vigilância Sanitária de Araxá, Magaly dos Santos, informou que a Superintendência Regional de Saúde viu a necessidade de padronizar os relatórios e por isso reuniu os representantes dos municípios para repassar as informações. Participaram das oficinas fiscais de Araxá, Tapira, Campos Altos, Ibiá, Pratinha, Perdizes, Santa Juliana e Conquista.

O Governo do Estado criou o Programa de Vigilância em Saúde, onde os setores de fiscalização de todos os municípios tem metas a serem cumpridas pela melhoria da saúde da população. Em Araxá as fiscalizações devem ser feitas em mais de dois mil estabelecimentos. Magaly ressaltou que a Vigilância Sanitária conta com 21 pessoas, sendo 3 do setor administrativo e 18 na inspeção, uma demanda grande, difícil de monitorar, uma vez que ninguém gosta de ser fiscalizado. “Estamos à disposição da população para repassar informações e receber denúncias. A equipe não consegue estar em todos os lugares ao mesmo tempo, contamos com parceria da comunidade para contribuir com a melhora da qualidade dos estabelecimentos e produtos do município”, ressaltou Magaly.

A coordenadora da Vigilância Sanitária da Superintendência Regional de Saúde, de Uberaba, Gisele Remy Rodrigues da Cunha, reforçou que a intenção é trabalhar com os fiscais dos municípios o alinhamento na elaboração dos documentos, dos relatórios de inspeção, termos e autos. Também estão aproveitando o encontro para atualizar informações sobre como devem ser as abordagens e inspeções para que possam aprimorar os registros. “Essa padronização aumenta o profissionalismo e a credibilidade da vigilância sanitária. Assim, as cobranças e condutas ficam harmonizadas, o que for cobrado em um município será no outro. Nosso principal objetivo é proteger a saúde da população em função daquilo que ela consome, seja serviço, seja produto”, destacou Gisele.

A população pode entrar em contato com a Vigilância Sanitária de Araxá para denúncias ou informações pelo telefone (34) 9 9902-6767 ou pelo e-mail:  visa@araxa.mg.gov.br